6 igrejas e religiosos que inovaram ao usar streaming

igreja e eventos religiosos streaming

6 igrejas e religiosos que inovaram ao usar streaming

Em um período de isolamento social, reuniões religiosas tiveram que ser canceladas ou acontecerem com restrição. Igrejas, centros espíritas e outros locais onde se fazem reuniões com os fiéis, inovaram ou reforçaram a transmissão ao vivo. Muitas são bons exemplos de como o streaming pode ser usado para formação de profissionais, eventos religiosos, transmitir conteúdo para os fiéis e muito mais. Mas alguns até cursos no estilo Netflix oferecem. 

Por isso, selecionamos 6 igrejas ou religiosos para te inspirar 

Confira!

1. Como o Padre Reginaldo Manzotti usa o streaming

O Padre Reginaldo Manzotti também é conhecido por suas músicas católicas. Tanto que ele possui um canal Youtube Vevo só para o envio de músicas. Ele também mantém um outro voltado para celebrar missas e falar sobre assuntos que regem o catolicismo. 

Nesta quarentena, por exemplo, o Padre tem feito a série ‘’Santa Missa’’. No total, já foram 17. Mas cada uma possui uma temática diferente. Terços, lives de debate e outras também constam no canal que possui quase 2 milhões de inscritos. 

Mas Padre Reginaldo vai bem além com o streaming. No site oficial, alguns conteúdos estão disponíveis, exclusivamente, na área de membros. O ingresso neste espaço é vinculado a uma doação. É nessa área que o fiel pode ver os arquivos de programas de rádio e TV veiculados em todo país. O padre ainda tem uma loja on-line e fica explícito um botão de doação. 

2. Cursos on-line religiosos também: Adérito Simões

Adérito Simões, um dos principais nomes da Umbanda no país, aproveita bastante os recursos de streaming. No canal do Youtube, Adérito aproveita o espaço para as ‘’superaulas’’, como ele denomina, gratuitas. Na descrição, afirma que são voltadas para todos que têm interesse na religião e mediunidade. O canal possui 283 mil inscritos. ‘’Gira Online’’ é o nome que ele colocou para as transmissões ao vivo com conteúdo sobre o tema. 

As lives são feitas com cantigas, louvores e outros ensinamentos que os praticantes estão habituados. 

Já no site, há cursos on-line sobre umbanda tanto gratuitos quanto pagos. Ele tem uma série de planos, de R$39,90 a R$384, uma área de membros, como se fosse um ‘’Netflix da Umbanda’’. Além dos vídeos, ele disponibiliza materiais como apostilas. 

O modelo é bastante interessante por ser uma forma diferente de gerar renda recorrente. 

3. FEB: de transmissão de eventos a cursos EAD espíritas

A Federação Espírita Brasileira (FEB) une o que Adérito e Padre Reginaldo fazem. A Federação disponibiliza estudos de obras, palestras e bate-papo em transmissões ao vivo pelo YouTube. No site, no entanto, há conteúdo exclusivo para associados. Assim como no portal de Manzzotti, a FEB vincula a doação ao acesso a alguns conteúdos. No entanto, a FEB ainda tem cursos EAD com temáticas espíritas. 

Mas usam uma modalidade diferente da autoridade umbandista. Os cursos são sazonais, têm data de inscrição e um período determinado para acontecer. 

A FEB ainda mantém uma rádio que usa vídeo, como muitas emissoras têm feito. A quantidade de conteúdo gratuito também é vasta. O incentivo para doações está presente em todo portal.  Dessa forma, o canal se torna uma boa opção de usar o streaming para conectar religiosos com sua fé.

4. Igreja Lagoinha: transmissão na TV, rádio, site e muitos mais

A Igreja Batista da Lagoinha também é um bom exemplo de recursos de streaming bem usados. Há anos ela mantém a Rede Super, um canal de TV, e Rádio Super, com programação da emissora. A igreja retransmite tudo de maneira simultânea no site.  

No YouTube, por exemplo, está usando a plataforma para transmissão de cultos ao vivo. Há páginas específicas para doação, oferta e dízimo, além de muito conteúdo gratuito que ajuda a igreja a ampliar o alcance entre os fiéis. 

Mas também há uma área de membros com conteúdo exclusivo para quem faz doações mensais. 

5. Bola de Neve Church: igreja tem site trilíngue

Bola de Neve é uma Igreja Evangélica com sede em São Paulo. Em seu canal no Youtube, há uma playlist chamada Especial Quarentena com conteúdos religiosos para os fiéis acompanharem de casa, inclusive cultos ao vivo transmitidos por live. 

O canal tem mais de 196 mil inscritos. Geralmente, os cultos ao vivo começam às 20h. Esta playlist especial de quarentena contém 39 vídeos, mas na descrição não há períodos das datas das transmissões. Mas têm saído pelo menos dois vídeos por semana. Uma boa opção para membros da igreja e outras pessoas que gostam de acompanhar esses cultos, por exemplo, poderem participar e cultuar sua fé. 

A igreja também mantém um site com incentivo à doação para a obra religiosa. Além disso, a Bola de Neve Church ainda fornece conteúdo trilíngue, o que aumenta o alcance da no mundo todo. 

Por isso, neste momento em que a retomada está acontecendo com restrição, 40% da lotação seguindo várias medidas, essa igreja mostra quais são as regras para assistir ao culto presencialmente. Há um sistema de check-in on-line, para quem não consegue uma vaga dentro do percentual, ou não quer se deslocar, a transmissão ao vivo é a alternativa. Ou seja, o streaming continua sendo uma opção válida para que os religiosos continuem fazendo parte dos eventos da sua igreja.  

6. Missa com Padre Fábio de Melo no IGTV

Padre Fábio de Melo usa o streaming de forma bem alinhada ao que construiu ao longo da carreira. Sensação das redes sociais, o padre usa o IGTV, as lives no Instagram e YouTube. Além das missas e bate-papos no YouTube, ele criou o programa ‘’Café da Manhã’’, uma transmissão ao vivo descontraída e não necessariamente sobre catolicismo com convidados no Instagram. Nessa rede, ele tem 22 milhões de seguidores, no YouTube, 1,21 milhão de inscritos e no Twitter 8 milhões acompanham o padre. Afinal, Fábio de Melo já possui uma afinidade muito grande com a internet.

Portanto, pela autoridade que o religioso criou, acreditamos que ele também teria espaço para oferecer conteúdos exclusivo em área de membros e até mesmo cursos EAD para o público, como faz o seu colega Reginaldo Manzzotti. Mas, para fins de alcance, Fábio de Melo já consegue chegar a milhões de fiéis e até a quem não é católico. Ao abordar os temas contemporâneos com humor, ele conquista fãs que, talvez, nunca tenham ido a uma missa. 

E aí, inspirado a usar o streaming de forma mais estratégica na sua igreja e para fins religiosos? Procure por plataformas confiáveis e capriche no conteúdo para conquistar o público. 

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.